jusbrasil.com.br
22 de Janeiro de 2020

Mulher indenizará ex-namorado e atual companheira por xingamentos em rede social

Enviar Soluções Burocráticas , Advogado
há 2 meses


Uma mulher foi condenada pelo juízo da comarca de Içara após publicar comentários difamantes e caluniosos no perfil de um homem com quem tinha se relacionado.

Na publicação, a ré refere-se ao ex com expressões como "antipático", "lixo", "cachaceiro" e "gigolô", e a atual companheira dele, coautora da ação, é tratada como "prostituta", "bagaceira", "fugida" e "falida" entre outros termos e até impropérios mais ofensivos. Além disso, rogou praga ao dizer que o casal iria "se encontrar no inferno".

Os comentários, que tiveram grande repercussão, foram feitos diretamente no perfil pessoal do homem, ao qual tinham acesso seus familiares, amigos e clientes. A acusada, ao ser ouvida pela autoridade policial, confessou ter feito as postagens.

"Não há dúvida que a ré cometeu ato ilícito e indenizável, (...) pois houve uma conduta dolosa, que atingiu a honra subjetiva dos autores, causando-lhes prejuízo moral, o qual, na hipótese, é presumido, ainda mais por se tratar de ofensa proferida em rede social", destaca a decisão.

A ré foi condenada a indenizar, por danos morais, em R$ 1 mil cada um dos autores da ação, com juros e correção monetária. Para fixar a indenização foi levada em conta, entre outras questões, a profissão da ré, que indicava ser pessoa de baixa renda. Cabe recurso da decisão.

(Fonte: TJ-SC)


📃 Cópias Processuais? Fale com a Enviar Soluções Burocráticas

📰 Veja também:

➡️ Atraso no recolhimento do FGTS e do INSS não caracteriza dano moral

...............................................................................................................................

-> Banco de Petições + 20 mil modelos de petições jurídicas, atualizadas, prontas e editáveis em word

-> O melhor Curso Online de Processo Civil 2019 com a melhor banca de processualistas do País.

2 Comentários

Faça um comentário construtivo para esse documento.

Não use muitas letras maiúsculas, isso denota "GRITAR" ;)

Jovem de 22 anos é condenado por corrupção .resistência ativa. E roubo. Quando na verdade ele só roubou 24 reais. O problema é que a família é humilde não tem dinheiro para pagar advogado e ele foi condenado a 4 anos e dez meses. Absurdo continuar lendo

Há nulidade de provas no processo e como agir agora continuar lendo